O que surpreende eslavos no Brasil (parte 1)

Participaram: Iryna Tumilovich, Volha Yermalayeva Franco, Evgenia Skriabikova, Ruslan Burygin, Sviatlana Yashchanka

Aqui, neste espaço, nós sempre falamos sobre Rússia, Ucrânia ou Belarus, contando para amantes dos países eslavos sobre nossa cultura, tradições, pontos turísticos e peculiaridades, além de dar aulas de russo e ucraniano. Hoje eu gostaria de contar um pouco sobre Brasil, mas de ponto de vista dos eslavos mesmo. Sobre as coisas que nos surpreendem na hora de chegar neste país tão distante e exótico. Sobre as coisas que são muito diferentes e as vezes conseguimos nos adaptar, mas as vezes não e temos que aceitar. Às vezes, somente no Brasil, começamos a perceber as coisas da própria cultura e mentalidade que não enxergamos antes vivendo na terra própria. E até adotamos aqui alguns costumes por ser mais saudáveis ou úteis.
Juntamos com os professores do Clube Eslavo e criamos uma lista das coisas que achamos estranhas na hora de visitar Brasil pela primeira vez. Está revelação não é uma crítica, é apenas uma observação de ponto de vista de estrangeiros. Pode ser que esta informação irá ajudar para alguém enxergar algo mais na própria cultura e mentalidade, ou vai servir como informação útil para ajudar a sua namorada/seu namorado se adaptar no Brasil, ou para receber um especialista na sua empresa que vai viver e trabalhar no Brasil a partir de agora. Depois vamos conversar com os brasileiros-viajantes e juntar uma lista de coisas estranhas nos nossos países 🙂

COMIDA NO BRASIL

1. Vamos começar com a comida porque no Brasil a comida é um culto. A comida é uma coisa principal na vida dos brasileiros. Ninguém imagina que nos países distantes tem gente com outras prioridades para gastar dinheiro e não sofrem falta se comprar carne e frango somente na festa de aniversário e Ano Novo, enquanto durante ano com 200 g de frango pode-se preparar refeição para 6 pessoas.
2. As empresas pagam vale refeição separadamente do salário. De ponto de vista de impostos fica mais confortável.
3. Todos consomem em grande quantidade salgados todos os dias.
4. Colocam no prato algumas guarnições juntas: arroz, feijão, batata frita ou batata palha, purê, macarrão. E ninguém se preocupa que comer essa mistura de carboidratos não é muito saudável.
5. As saladas de folhas nunca ficam picadas, às vezes as folhas entram inteiras. Precisa certa prática para aprender comer essa salada.
6. Todos os dias, no almoço e jantar, consome-se arroz e feijão. Tem poucas opções de comida variada no país tão rico de legumes e frutas. Minha mãe disse que se ela preparasse comida desse jeito o pai ia mandar ela embora em uma semana. Conclusão: os brasileiros são mais práticos e não inventam complexidade.
7. O pão não acompanha refeição, só se for no restaurante italiano ou português.
8. Todos os eslavos indo para Brasil pensam que aqui come-se muito peixes e frutos do mar que devem ser baratos por ter oceano tão perto e na extensão de país inteiro. Chegando no Brasil descobrem que o preço do peixe e frutos do mar é muito caro e os brasileiros geralmente comem carne e frango.
9. A sopa come-se somente a noite fria enquanto na nossa terra todos os dias no almoço. Realmente é muito estranho vida inteira ouvir que não comer sopa todos os dias causa gastrite e problemas com intestino e depois descobrir que um país inteiro vive bem sem comer comida líquida.
10. Todos consomem refrigerantes durante cada refeição no país onde tem tantas frutas ano inteiro.
11. As frutas na maioria das vezes servem como enfeite em casa e compram-se mais do que possível consumir, o resto estraga e joga-se fora.
12. Pizza com Coca-Cola em vez de suco de tomate ou bolo com Coca-Cola em vez de chá ou até café é algo surreal.
13. Café no copo em vez de xícara é muito diferente.
14. No Brasil não tem noção sobre chá verdadeiro que é nome de uma planta. A camomila, erva doce etc. não é chá. Somente nas lojas orientais é possível encontrar chá verde em folhas, mas é muito difícil encontrar chá preto em folhas, e se encontrar o preço vai ser muito elevado. Nas lojas vende-se apenas chá em sachês que na verdade é produto processado daquilo que sobrou depois da produção do chá verdadeiro. E também não tem costume de tomar chá com limão siciliano.
15. Cheiro de café desperta alma de manhã. Sentimos falta de chá, mas a grande maioria se acostuma com o café. Tomamos sem açúcar ou com quantidade pequena.
16. Falando do café, no Brasil não tem um verbo específico para refeição de manhã e no início quando escutamos pergunta “você já tomou café da manhã?” tem vontade de responder “não, eu tomei chá da manhã”.
17. No país com grande quantidade de frutas durante ano inteiro tem pequena variação de doce e na maioria das vezes ele é feito com doce de leite e ainda com acréscimo de açúcar. Ou seja, doce no Brasil é doce de mais.
18. Falando das frutas, não tem muito costume de consumir geleia que sempre está presente nas casas eslavas. Também surpreende o preço de geleia que é muito caro.
19. Os brasileiros sempre pegam salgados com guardanapo e a gente, como bárbaros verdadeiros, pegamos com as mãos. Eca…kkkkkk
20. Todos usam garfo e faca, mas o garfo sempre está na mão direita, enquanto a gente, na hora de usar o com a faca, mudamos para mão esquerda e seguramos faca com a mão direita. Garfo na mão direita usa-se somente se não tem faca na outra. Pois é, toda essa nossa manobra com os talheres é muito estranha mesmo.
21. Grande maioria tem costume de comer no sofá, na frente da TV, segurando prato na mão.
22. O prato principal (carne, frango, peixe) se prepara bem antes da refeição para comer fresquinho enquanto a gente está acostumada preparar grande quantidade e depois só esquentar para economizar tempo porque a comida típica eslava é mais processada e demora para preparar.
23. Até nas cantinas da faculdade, fábricas e hospitais públicos a comida é saudável e gostosa enquanto nós estamos acostumados com pratos “mais pálidos”.
24. Suco com açúcar (se não for limão) é possível tomar?
25. Enquanto a gente está acostumada que o suco é um liquido espremido da fruta no Brasil descobrimos que o suco é a fruta batida no liquidificador com água e gelo ou até com leite.
26. Grande quantidade de gelo na bebida.
27. Suco de tomate simplesmente não existe no Brasil.
28. Os restaurantes com comida por peso ou rodízio é uma coisa incrível. Os tamanhos dos pratos servidos também.
29. No Brasil a variedade de vegetais é tão grande que a maioria não conhece frutas ou legumes das outras regiões.
30. O horário de almoço é praticamente sagrado e não pode marcar nada as 12h00.

Na próxima sessão contamos sobre outras surpresas das outras áreas, mas se você, querido leitor, já viajou para nossa terra pode também elaborar um artigo sobre suas impressões lá 🙂

Se você gostou deste artigo e gostaria de aprender mais sobre a cultura russa e seu idioma, você pode fazer nosso curso de russo

Snizhana Maznova
Snizhana Maznova

Estou no Brasil a partir de 2006 e sinceramente posso dizer que adoro esse país com sua cultura tão rica e povo tão simpático. Meu pai é russo e minha mãe ucraniana com raízes da Polônia e Grécia. Até terminar época soviética vivi viajando entre Rússia e Ucrânia e considero os dois países como minha pátria. Além ministrar cursos de idiomas, trabalho como tradutora de russo e ucraniano. Atuo também como intérprete em reuniões entre brasileiros e pessoas da Rússia e Ucrânia, na área turística e viagens de negócio, e assistência para estrangeiros na abertura de empresa no Brasil e pesquisa no mercado etc.

  • Helena Maria de Souza

    as diferenças é que fazem a diferença kkk toda cultura é bela , eu acho muito interessante misturar. . unificar…

  • Jose Alisson

    Teria esse texto em Russo? Preciso mandar para meus amigos da Russia ))