O que é Belarús?

“404 Belarús não encontrado. Erro. Talvez a terra tenha sido removida ou deletada”

“404 Belarús não encontrado. Erro. Talvez a terra tenha sido removida ou deletada”

Há muito tempo estou colecionando reações dos brasileiros que me perguntam de onde eu sou e ouvem a resposta: “De Belarús”.

– De Belo Horizonte?
– Hm… Mas fica em que país?
– É Rússia?
– O certo é falar “Bielorrússia”.
– O que é?
Fazer o quê, Belarús não é muito conhecido no Brasil. Mas sempre é bom conhecer mais, não é?

– Belarús é um país?

Sim, gente, Belarús é um país independente. Do mesmo jeito que o Brasil.

 

É um país grande?

Párque nacional Pripyatski, em Belarús. Foto de Siarhiei Plytkievitch

Párque nacional Pripyatski, em Belarús. Foto de Siarhiei Plytkievitch

Belarús ocupa um território de 207.595 km², é mais ou menos do tamanho do estado do Paraná e tem 9.468.100 de habitantes, um pouco mais do que Pernambuco.

Praticamente todo o território de Belarús é habitado. Não tem montanhas, selvas ou desertos, mas tem muitas florestas e pântanos. A distribuição demográfica é bastante homogênea, ao contrário do Brasil, onde a maior parte da população está concentrada no litoral.

Comparando com o Brasil, Belarús certamente não é um país grande, porém, se comparar com outros países da Europa, é bem maior do que Portugal, Suíça ou Bélgica.

 

Mas então, onde fica?

A esquerda: Localização de Belarús na Europa. A direita: Mapa de Belarús com as cidades principais - capitais das regiões administrativas.

A esquerda: Localização de Belarús na Europa. A direita: Mapa de Belarús com as cidades principais – capitais das regiões administrativas.

Belarús fica bem no centro da Europa (um dos centros geográficos da Europa localiza-se na cidade de Polatsk, no Norte de Belarús). Seus vizinhos são a Polônia, Ucrânia, Rússia, Letônia e Lituânia.

É o maior país europeu sem saída para o mar, porém tem muitos rios e lagos. Por causa de seus lagos, que criam inúmeros pontinhos azuis no mapa, Belarús é frequentemente chamado de “país dos olhos azuis”.

O clima varia muito com as estações do ano. O inverno é frio (até -30oC) e o verão é quente (até uns +30oC). Apesar de parecer um país relativamente pequeno, dá para sentir que o Sul do país é mais quente do que o Norte.

 

Belarús ou Bielorrússia?

Monumento que marca o centro geográfico da Europa, em Polatsk, Belarús.

Monumento que marca o centro geográfico da Europa, em Polatsk, Belarús.

Belarús, aliás, naquela época, a República Socialista Soviética Bielorrussa, fazia parte da União Soviética.  O nome curto dessa república que existiu de 1919 a 1991 era Беларусь (Belarús), em belarusso, ou Белоруссия (Byelorussiya), em russo. Para português o nome foi transliterado do russo como “Bielorrússia”.

Depois que a União Soviética acabou, em 1991, surgiram 15 repúblicas independentes, dentre as quais a República de Belarús, ou Belarús (nome curto). Em sua constituição declarou-se, então, que a nova república independente deveria se chamar Беларусь (Belarús), tanto em belarusso, quanto em russo, e em outros idiomas deve ser utilizada a escrita mais próxima possível do nome original.

Como Belarús não tem muita relação cultural e histórica com o Brasil, ainda se encontra, por vezes, o errôneo nome “Bielorrússia” (que deveria ser usado somente como termo histórico, em relação à antiga república soviética), referente ao país atual.

Entretanto, observem que no Brasil existe embaixada de Belarús, mas da “Bielorrússia” não.

Há controvérsias sobre o uso do artigo (em belarusso Belarús é uma palavra feminina, porém em português não tem nada que indique o gênero) e do acento (há quem diga que o “u” no final da palavra puxa a tônica, mas isso não acontece quando a terminação é “us”, como nas palavras “campus”, “cactus”, “status” e “versus”).

A própria embaixada ainda escreve o nome do país de jeitos diferentes. Apesar de ela usar mais frequentemente a forma “a Belarus” do que as outras, eu acho a opção “Belarús” (sem artigo, com acento) a mais correta, como expliquei acima.

Mais um ponto importante: como o país se chama Belarús, seus cidadãos são belarussos e belarussas e o idioma, lógico, é belarusso.

 

Que língua vocês falam?

Belarús tem duas línguas oficiais: belarusso e russo. Apesar de serem da mesma família e dos nomes serem relativamente parecidos, são idiomas bastante diferentes, como, por exemplo, português e italiano. Segundo os dados do censo de 2009, 53,2% da população belarussa considera belarusso sua língua nativa, porém só 23% disse que usa belarusso diariamente.

Durante os últimos três séculos existiu um forte processo de russificação em Belarús. Infelizmente, hoje o governo não apoia muito a língua belarussa. A maioria das escolas e faculdades ensinam em russo (o idioma belarusso é ensinado obrigatoriamente, mas isso ajuda mais ou menos do mesmo jeito como ensinar inglês nas escolas brasileiras), os filmes nos cinemas, a televisão, a maior parte da mídia, os pronunciamentos políticos – quase tudo é em russo. Porém, as placas com nomes das cidades e ruas e avisos escritos e sonoros no transporte público são em belarusso. Essa atmosfera bilíngue está presente o tempo todo na vida do país.

 

Quais são os símbolos oficiais do país?

Bandeiras e brasões de armas: oficiais e tradicionais

Bandeiras e brasões de armas: oficiais e tradicionais

A bandeira e o brasão de armas de Belarús mudaram da última vez em 1995, por iniciativa de Aleksandr Lukashenko (oficialmente o presidente do país, que está no poder desde 1994). Os símbolos atuais descendem da República Socialista Soviética Bielorrussa, com algumas mudanças. Paralelamente, existem outros símbolos, que foram usados na República Popular Belarussa em 1918, e na atual República de Belarús, de 1991 a 1995. Chamados de símbolos nacionais e usados por uma parte da população que não se identifica com símbolos sovietizados, hoje esses símbolos são ilegais em Belarús e são frequentemente associados a movimentos nacionalistas.


volhaEste artigo foi escrito por Volha Yermalayeva Franco.
Belarussa. Mora em Salvador. Professora de belarusso, russo, inglês e português para estrangeiros. Co-autora do livro didático de português para falantes de russo “Португальский шутя. 250 бразильских анекдотов” (“Aprenda português brincando. 250 piadas brasileiras”). Cantou na banda folclórica belarussa “Guda”. Ministrou oficina de vytsinanka, arte tradicional belarussa de papel recortado, no Museu de Arte Moderna da Bahia. Formada em Patrimônio Cultural e Turismo pela Universidade Europeia de Ciências Humanas, em Vilnius, Lituânia. Mestranda em Conservação e Restauro pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal da Bahia. Trabalha com tradução e legendagem de filmes soviéticos, belarussos e russos. Escreve sobre Belarús, sua cultura e patrimônio.


Se você gostou deste artigo e gostaria de aprender mais sobre a cultura russa e seu idioma, você pode fazer nosso curso de russo

Snizhana Maznova
Snizhana Maznova

Estou no Brasil a partir de 2006 e sinceramente posso dizer que adoro esse país com sua cultura tão rica e povo tão simpático. Meu pai é russo e minha mãe ucraniana com raízes da Polônia e Grécia. Até terminar época soviética vivi viajando entre Rússia e Ucrânia e considero os dois países como minha pátria. Além ministrar cursos de idiomas, trabalho como tradutora de russo e ucraniano. Atuo também como intérprete em reuniões entre brasileiros e pessoas da Rússia e Ucrânia, na área turística e viagens de negócio, e assistência para estrangeiros na abertura de empresa no Brasil e pesquisa no mercado etc.

  • pablomaz

    Привет!
    Engraçado como a gente não sabe mesmo na de Belarus. E eu cheguei a escrever Bielorússia agora e apaguei… Eu jurava que esse era o nome do país e que “Belarus” era um anglicismo.rs

  • Danielson Alves Júnior

    Que ótimo artigo!! A dúvida era maior pra mim porque no Google Maps aparece como Bielorrússia!

  • Onetti

    Dúvida: se traduzimos para o português a palavra russa руссия como rússia, então porque não traduzimos русь da mesma forma? Não é o mesmo problema do nome Brasil: em inglês, eles escrevem Brazil porque vertem a palavra portuguesa para o inglês. Porque não deveremos verter руссия e русь da mesma forma para Rússia, já que ambas querem dizer… Rússia?

    • O país se chama Россия com a pronúncia Rassíya. O país Русь com a pronúncia Rúsy era um país antigo no lugar da Ucrânia.

      • Onetti

        Olhe, desculpe se pareço insistente, mas segundo a Wikipedia a palavra Россия parece designar o povo Русь. (“The modern name of Russia (Rossija), which came into use in the 17th century, is derived from the Greek Ρωσία, which in turn derives from Ῥῶς, an early Greek name for the people of Rus’.”) Onde quero chegar é que tanto Россия quanto Русь designariam a mesma idéia, ou seja, o povo Русь (mantidas as diferenças de pronúncia como você indicou). Se ambos se referem à mesma idéia, nao é válido que a língua portuguesa opte por uma tradução – Rússia? Não me entenda mal: não questiono a forma como os belarussos (correto?) se autodesignam, o que questiono é como os falantes da língua portuguesa traduzem a palavra. Então porque não falamos Uzbekiston em vez de Uzbequistão? Ou entao, Nederland em vez de Países Baixos ou Holanda? Na minha opinião, é porque se trata de uma tradução, e a autonomia da tradução deve caber aos da língua destino, ou seja, os falantes do português. Espero que tenha deixado claro qual é o ponto onde quero chegar, Obrigado pelo retorno.

        • Sim, a origem do nome é essa, mas somente como uma cópia do nome. Rus Kievana acabou de existir no século XII, em 1132. E o nome Россия apareceu no meio do século XIV, depois do crescimento do Moscou que nem existia na época que o outro país acabou de existir, foi construída em 1147, ou seja, depois de um período relembram este nome e adotaram novamente por determinados motivos. Mas alteraram um pouco este nome.

  • Volha Yermalayeva Franco

    Prezado Eduardo,
    Obrigada pelo seu comentário.
    A pronúncia do “r” em Belarús é vibrante mesmo, portanto escrevemos com um R só.
    Na tradução de Svetlana Alexievich, pelo menos, no livro Vozes do Chernobyl, que eu encontrei, infelizmente, a tradutora optou por usar “Bielorrússia”.
    Quanto ao acento, o problema é quando eu escrevo sem acento e peço para uma pessoa brasileira ler, ela lê com a tônica no A. Em todos os casos que testei. Então, desisti. Optei por escrever com acento.