Paralelos entre a língua russa e outros idiomas

Antes de começar a aprender o idioma russo, todo aluno já tem um monte de perguntas como, por exemplo: – qual o nível de dificuldade no aprendizado da língua? Quanto tempo se gasta para aprendê-la? e etc. Vamos tentar esclarecer isso, considerando que geralmente todos que começam a aprender Russo já sabem uma ou duas outras línguas estrangeiras. No Brasil, geralmente os estudantes de línguas começam com o Espanhol ou com o Inglês. Assim, vamos traçar alguns paralelos entre estes idiomas, comparando-os com o Russo.

Quem vai para a Rússia com a esperança de que o Inglês o ajudará poderá apenas imaginar o quanto o Inglês ajuda a um estrangeiro quando este está no Brasil. (Ou seja, o inglês ajuda muito pouco). Na Rússia ocorre a mesma situação. Além disso, tudo ao seu redor é escrito em cirílico. Portanto, você terá que aprender ao menos à ler para ser capaz de identificar os nomes das ruas ou de alguma estação de metro.

Mas falando sobre o idioma Inglês, podemos perceber que ele se não é o irmão, então, pelo menos, é um parente distante da língua Russa. Em geral, os jovens conseguem aprender línguas estrangeiras mais rapidamente do que aqueles com mais idade. Para aqueles que já sabem Inglês, tenho uma boa notícia – você já sabe mais de 4000 palavras em Russo. É difícil de acreditar, mas é verdade.

Para a aprendizagem de um novo idioma esta quantidade de palavras previamente armazenadas (seu vocabulário) é uma riqueza enorme esperando para ser utilizada. O ponto em questão é como ser capaz de utilizá-la?

Em Russo as palavras usadas de outros idiomas se pronunciam de um jeito diferente do idioma original, por isto é mais fácil reconhecer e as decorar em forma escrita para só depois aprender à pronunciá-las corretamente e também reconhecê-las ouvindo. Além disso, lembre-se que muitas dessas palavras têm significados diferentes em Russo.

Aqui surge uma pergunta: Por que a língua russa tem tantas palavras estrangeiras e se elas podem ser realmente consideradas como estrangeiras? Na verdade é o povo quem escolhe quais as palavras que são melhores para se usar. “Empréstimos de palavras” de um idioma para outro é (e sempre foi) uma forma eficaz para enriquecer e modernizar o vocabulário de qualquer idioma. Vejamos, por exemplo, a palavra “número”. Em todas as línguas européias, bem como em russo (номер – nomyér), ela teve origem do Latim, mas o Latim também teve influenciou do Grego. Então em qual língua essa palavra é própria (original) e em qual ela é considerada estrangeira?

Todas as palavras de qualquer idioma um dia vieram de algum lugar. Este fenômeno de “miscigenação lingüística” pode até ser comparável com a formação étnica da população brasileira, que consiste em linhas gerais do conjunto de todos os povos imigrantes (incluindo os portugueses) e, é claro, a população nativa indígena. Entretanto ressalta-se que eles, os nativos, também vieram para o Brasil há apenas alguns milhares de anos.

Vamos tentar recordar as línguas que já conhecemos, e compará-las com o Russo.

Palavras na Língua Russa vindas do Inglês

Por exemplo, em Russo nós podemos encontrar palavras conhecidas vindas (incorporadas) do Inglês tais como: молоко (malakó) – milk, соль (soly) – salt, бекон (byekón) – bacon. Não há as palavras “butter” e “bread” no idioma Russo, mas elas se juntaram em uma palavra conhecida “бутерброд” (butyerbrot) que significa sanduíche.

Continuamos nossa lista: coffee – кофе (cófye), chocolate – шоколад (chekalát), bisquit – бисквит (biskvít), banana – банан (banán), lemon – лимон (limón), olive – оливки (alívki), tomato – томáты (tamatê), vodka – водка (vótka) e ainda mais, há cerca de aproximadamente três dezenas de palavras conhecidas sobre o tema de alimentos.

Outros exemplos em Inglês:
Address – адрес (ádryes)
Final – финал (finál)
Kiosk – киоск (kiósk)
Product – продукт (pradúkt)
Vitamin – витамин (vitamín)
Balcony – балкон (balkón)
Garage – гараж (garáj)
Lamp – лампа (lámpa)
Radio – радио (rádio)
Wine – вино (vinó)
Hospital – госпиталь (góspitaly)
Margarine – маргарин (margarín)
Sport – спорт (sport)
Xerox – ксерокс (ksyéraks)
Doctor – доктор (dóktar)
Idea – идея (idyéya)
Nylon – нейлон (nyeilón)
Television – телевизор (tyelyevízar)
Yacht – яхта (yáhta)
Express – экспресс (eksprés)
Ocean – океан (akyeán)
University – университет (univyersityét)
Zebra – зебра (zyébra)
Class – класс (klass)
Jeans – джинс (djêns)

Os idiomas Inglês e Russo pertencem à família das línguas indo-européias. Por isso, em várias palavras de ambas as línguas encontram-se as raízes de sua antiga proto-linguagem comum. Estas palavras não foram emprestadas, elas são comuns desde início. Por exemplo:

be – быть (bêty),
nose – нос (nos),
goose – гусь (gusy),
eat – есть (yesty),
brow – бровь (brofy),
crook – крюк (kryuk),
beat – бить (bity),
cheek – щека (chtcheká),
widow – вдова (vdavá),
talk – толковать (talkaváty),
beard – борода (baradá),
stream – стремнина (stryemnína),
grab – грабить (grábity),
deal – дело (dyála),
pastor – пастух (pastúh), пастор (pástar),
three – три (tri),
dale – дол (dol), долина (dalína),
stall – стойло (stóila).

Algumas outras palavras provenientes do Inglês entraram no léxico Russo mais recentemente, tais como Futebol (futból) que claramente veio do esporte inglês e provém toda uma terminologia – гол (gol) – gol, голкипер (golkípyer) – golkeeper, корнер (kórner) – corner, пенальти (pyenályti) – penalty, форвард (fórvart) – forvard, etc. Podemos dizer a mesma coisa sobre a terminologia do boxe e do hóquei – клинч (klintch) – clinch, нокаут (nakáut) – nocaute, буллит (búllit) – bullet, etc. Mais tarde os comentaristas começaram a substituir todos estes termos do esporte para o russo, como por exemplo: вратарь (vratáry) – goleiro, угловой (uglavói) – lateral, штрафной удар (chtrafnói udár) – pênalti (mesmo esta palavra “штраф” (chtraf) não é russa, é alemã), нападающий (napadáyuchtchiy) – atacante e etc.

A maioria das palavras comuns russas e inglesas é formada de raízes gregas e latinas. Na idade média o Latim foi a língua internacional dos estudiosos e foi por meio dele que se difundiu uma imensa quantidade de palavras para os outros idiomas, os quais se tornaram finalmente palavras internacionais.

Palavras na Língua Russa vindas do Latim

Praticamente toda a terminologia médica e das outras ciências saíram do Latim. No Russo, muitas palavras latinas foram introduzidas por M. V. Lomonossov. (cientista russo). Até aquele momento (século XVIII) não existiam palavras russas para se referir a conceitos, como куб (cubo) , квадрат (quadrado), сфера (esfera), эллипс (elipse).

O desenvolvimento das ciências e das novas tecnologias exige novas palavras para novos fenômenos, objetos e conceitos. Geralmente as palavras novas são formadas com raízes latinas e gregas. Assim surgiram novas palavras do Latim, como антибиотик (antibiótico), бактериофаг (bacteriófago), синхрофазотрон (synchrophazoton), e muitas outras centenas, que logo se tornaram internacionais. Tal processo de formação de palavras continua e de acordo com estimativas, as palavras que vieram do Latim, mas através de outras línguas, constituem cerca de 27% do dicionário russo.

Fora dos léxicos terminológicos, existe uma considerável quantidade de palavras comumente utilizadas, incluindo os termos do vocabulário ativo da língua russa: акт (akt) – ato, актив (aktív) – ativo, акция (áktsêya) – ação, актуальный (aktuálynêy) – atual, альтернатива (alytyernatíva) – alternativa, дезодорант (dyezadaránt) – desodorante, дефект (dyefyékt) – defeito, дискуссия (diskússiya) – discussão, иллюстрация (ilyustrátsêya) – ilustração, камера (kámyera) – câmera, консультация (kansulytátsêya) – consulta, максимум (máksimum) – máximo, материя (matyériya) – matéria, оператор (apyerátar) – operador, организм (arganízm) – organismo, презентация (prezyentátsêya) – apresentação, проект (praékt) – projeto, радиация (radiátsêya) – radiação, реальный (ryeálynêy) – real, результат (ryezulytát) – resultado, спецификация (spyetsêfikátsêya) – especificação, стимул (stímul) – estímulo, структура (struktúra) – estrutura, тенденция (tendéntsêya) – tendência, термин (términ) – termo, традиция (tradítsêya) – tradição, транспорт (tránspart) – transporte, урна (urna) – urna, фальсификация (falysifikátsêya) – falsificação, фигура (figura) – figura, форма (fórma) – forma, центр (tséntr) – centro, церемония (tserysmóniya) – ceremônia, цитата (tsêtáta) – citação, экспедиция (ekspyedítsêya) – expedição, entre outras.

Muitas palavras contidas no Russo e no Inglês são de outras línguas. Em quantidade o primeiro lugar aqui, claro, é o francês, que no século passado era falado por toda a nobreza russa. Por isso na língua russa há muitas palavras francesas. Mas aqui também há nuances. A palavra “bistrô” nos dicionários é francesa, mas quem a levou para Paris foram os soldados russos no ano de 1814. Outro exemplo é a palavra Caracul (espécie de carneiro cuja lã é muito apreciada) que em inglês chamam de Astrakhan (proveniente do nome da cidade russa de Astrakhan) de onde, aparentemente traziam esse tipo de lã (com as peles dos animais). Em qualquer loja de bebidas, você pode constatar o quanto é amplamente difundida a palavra “Vodka”.

A música clássica foi (em termos gerais) constituída e teorizada na Itália, de onde vieram os conceitos sobre elementos principais e sobre os meios expressivos utilizados em música. Tais conceitos e meios, bem como a própria conceitualização sobre a nomeação dos gêneros, dos ritmos musicais: опера (ópyera) – ópera, ария (áriya) – ária, бас (bas) – baixo, баритон (baritón) – barítono, адажио (adájio) – adágio, анданте (andánte) – andante e etc. foram amplamente aceitos por todas as outras línguas européias. Da língua italiana vieram também para o russo as palavras банк (bank), банда (bánda), бригада (brigáda), архипелаг (arhipelág), казино (kasinó), entre outras.

Palavras na Língua Russa vindas do Espanhol

Da língua espanhola se tornaram internacionais tais palavras, como армада (armáda), кашалот (cachalote), гамак (gamák) – rede de descanso, ураган (uragán) – furacão, фламинго (flamíngo). Quando os espanhóis conquistaram as colônias americanas, eles incorporaram dos nativos (e transferiram para outras línguas) muitas palavras como: какао (cacáo), шоколад (chekalád), сигара (sigára) – charuto, пума (púma), лама (láma), кайман (caimán) – caimão.

Muitas palavras supostamente oriundas das línguas européias são na realidade árabes. Entre elas, алгебра (álgyebra), алкоголь (álkagaly) – álcool, химия (hímiya) – química, азимут (ázimut), кофе (kófye) – café, лимон (limón) – limão, эликсир (eliksír) – elixir, факир (fakír) – faquir, маска (máska) – máscara, цифра (tsêfra) – cifra, зенит (zyenít) – zênite. Do árabe vieram muitos termos astronômicos e nomes de algumas estrelas. A palavra адмирал (admirál) – almirante veio do árabe “admir al bakhr” que significa “senhor do mar”.

Para o Inglês e Russo vieram da Bíblia as palavras hebraicas, юбилей (yubilyéi) – aniversário, лазарет (lazaryeét) – hospital, бегемот (byegemót) – hipopótamo, херувим (hyeruvím) – querubim, лотос (lótas) – lotos.
Algumas palavras vieram para o Inglês, Russo e Português de outras línguas como: диван (diván) – sofá – do turco, шаль (chaly) – xale e киоск (kiósk) – quiosque – do persa, бард (bard) – bardo do idioma celta etc.
Durante os últimos anos, o idioma Russo foi literalmente inundado por uma série de novas palavras do Inglês contemporâneo, tais como o дилер (dílyer) – dealer, киллер (kíllyer) – assasino, брокер (brókyer) – corretor, маркетинг (márkyetink) – marketing e etc. A vida na Rússia está mudando rapidamente e novas relações econômicas surgiram e para descrever esses novos conceitos foi preciso novas palavras, e elas vieram certamnte do idioma Inglês. O uso generalizado de computadores também contribui para a entrada de palavras inglesas, porque a terminologia nesta área está também em Inglês. No Brasil, em geral, a situação é a mesma.

Muitos escritores estão soando o alarme sobre a contaminação do Russo com palavras estrangeiras. Mas a linguagem é como um organismo vivo que digere uma parte das palavras novas, transformando-as em novas palavras próprias e a restante descarta.

Isso já aconteceu na história da língua russa. Junto com as reformas de Pedro I da Rússia vieram uma enxurrada de “novas” palavras das línguas européias. O tempo passou, e muitas dessas palavras foram esquecidas, a língua (o povo russo) não as aceitou. Mas outras novas palavras daquela época acabaram entrando na língua russa, tais como ассамблея (assamblyéya) – assembléia, прокурор (prokurór) procurador, проспект (praspyékt) – avenida, комиссар (kamissár) – comissário, коллегия (kallyéguiya) – conselho. Podemos então esperar que a língua russa agora novamente vá conseguir lidar com o influxo de palavras estrangeiras. Conforme o tempo passará, serão os nossos netos que irão pensar a respeitos obre quais foram as novas palavras que realmente entraram na língua russa durante esta época.
Podemos também discutir sobre a origem dessas outras palavras:

1. A palavra “hooligan” – хулиган (huligán) é inglesa. Uma família irlandesa com este sobrenome viveu em Londres. Por causa de maus comportamentos o sobrenome deles tornou-se uma palavra que nomeia as pessoas com comportamento mal e até entrou em outras línguas.
2. A palavra “galimatias” – галиматья (galimatiyá) veio da gíria dos estudantes franceses do século XVI. Que significa algo como “ensinar um galo” ou “ciência do galo”. Em Russo significa uma coisa que não dá para entender.
3. A palavra russa “аврал” (avrál) vem do comando inglês “over all” – todos a subir, que foi usado para chamar toda equipe subir a convés de navio.
4. Дромадер (dramadyér) é dromedário. Essa palavra também está no Inglês, ela é derivada da raiz indo-européia.
Em Grego e Latim “dromas” significa “correr”. Claro, o dromedário é o melhor maratonista entre todos os animais. A mesma raiz está nas palavras аэродром (aeradrom) – aerodromo, ипподром (ippadrom) – pista de corrida para cavalos.
5. A palavra russa палисадник (palisádnik) que antes significava “cerca ao redor da casa” agora é algo como “um jardim ao redor da casa”, bem como “palisade” em Inglês ou “paliçada” em Português, derivada da raiz latina palus (pau).
6. Canicular days – каникулы (kaníkulê) são os dias de férias em julho e agosto (que são mais quentes do hemisfério norte), quando no céu sobe a estrela Sirius na constelação de Cão Maior, que os romanos chamavam de Canícula, da raiz “canis” – cão.
7. A palavra inglesa “booze” vem do Holandês “bouse” e significa “bebida alcoólica” e por conseguinte “ficar bêbado”. Assim surgiram as palavras russas com mesmo significado буза (buza), бузить (buzity).
8. Uma flor comum na Rússia мальва (malyva) em Latim como em Português é malva e em Inglês é mallow.

Caso você tenha outros exemplos, compartilhe-lhe-os nos comentários abaixo.


José Eduardo BozicaninEste artigo foi escrito pelo José Eduardo Bozicanin.Possui graduação em Imagem e Som pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar, 2007) e mestrado pela mesma instituição de ensino (em processos de criação em Cinema em 2010). Tem experiência em Artes Visuais, com ênfase em edição de filmes e vídeos. Pesquisa principalmente o seguinte tema: Transcriações literárias e a edição de filmes e vídeos. Hoje se dedica ao aprendizado dos idiomas iídiche e russo afim de se tornar pesquisador destes idiomas no cinema contemporâneo.


Se você gostou deste artigo e gostaria de aprender mais sobre a cultura russa e seu idioma, você pode fazer nosso curso de russo

Snizhana Maznova
Snizhana Maznova

Estou no Brasil a partir de 2006 e sinceramente posso dizer que adoro esse país com sua cultura tão rica e povo tão simpático. Meu pai é russo e minha mãe ucraniana com raízes da Polônia e Grécia. Até terminar época soviética vivi viajando entre Rússia e Ucrânia e considero os dois países como minha pátria. Além ministrar cursos de idiomas, trabalho como tradutora de russo e ucraniano. Atuo também como intérprete em reuniões entre brasileiros e pessoas da Rússia e Ucrânia, na área turística e viagens de negócio, e assistência para estrangeiros na abertura de empresa no Brasil e pesquisa no mercado etc.

  • vicente

    Muito útil,a língua russa parece não ser tão complicada quanto português!

  • Ivan

    Muito interessante seu artigo! Parabéns !
    Tenho interesse em aprender o idioma russo.

    Quanto tempo em média uma pessoa que já fala outros dois idiomas usa para aprender russo ao nível avançado?

    • Boa tarde Ivan. Se você vai estudar russo fora da Rússia normalmente o aluno em um ano alcança nível intermediário e consegue falar sobre qualquer assunto. Para chegar ao nível avançado aconselho ler os livros clássicos e modernos, assistir os filmes. Bom procurar amigos que falam somente em russo para poder praticar.

      • Cristiane

        Nossa, jura que em um ano alcança-se nível intermediário? Comecei agora e é tão lindo, estou amando, faço uma matéria na graduação de língua russa, aulas três vezes por semana de 1h40, pretendo fazer a língua II também no próximo semestre, mas não sabia que chegaria ao nível intermediário apenas com esse ano!!

        • Cristiane, tudo depende do aluno e da metodologia do professor, mas praticando todo dia pode chegar até nível intermediário em um ano.

        • Thiago Lennon

          Olá, Cristiane. Conheci esse blog e andei lendo os comentários e encontrei o seu.Gostaria de saber em que universidae você estuda a língua russo? Pretendo prestar vestibular para USP (Letras Português/Russo e estou procurando me informar acerca do curso (custos, residência universitária, qualidade da graduação, etc). Qualquer informação será muito bem vinda.
          Obrigado,
          Thiago Lennon.(thiagolennon01@gmail.com

          • Olá Thiago. Eu não estudo língua russa. Eu sou professora nativa de russo.

  • Giuliana

    ahh muito bom!

  • Renê

    O russo é um idioma injustiçado, porque o maior mito que o pessoal leigo tem sobre esse idioma é o mito de ser um idioma com poucas vogais. Mas é justamente o contrário. No russo há muitas vogais sim. No alfabeto russo, se contarmos as semi-vogais, que no final das contas são vogais também, há 10 vogais. No português há apenas 5 vogais. Esse mito é reforçado pelo fato de haver vogais cuja escrita lembra consoantes (Я, Й, И, Ы).

    • Renê

      OBS: eu particularmente considero a letra Й uma vogal.

      • Assis Souza

        Oi, Renê! Trata-se de fato de uma semivogal e, portanto, não-

        vogal. Por isso, é tratada como consoante que acompanha vogais. Espero ter contribuído para sua compreensão.

    • Renê, letra Й é consoante.

      • Renê

        eu sei, mas acabei de falar que, para todos os efeitos, eu par-ti-cu-lar-mente a considero vogal e nunca tive problemas com isso. Mas não deixo de alertar o pessoal sobre isso.

  • marcio

    Uso o gogle tranlator para traduzir legendas de filmes. Tempos atrás fiquei surpreso em ver uma legenda em romeno ficar tão boa, devido as limitaçoes das traduçoes por software. Fiquei mais surpreso ainda ao fazer uma tradução de uma legenda em russo (cirilico) para o portugues. Inacreditavel de tão boa.
    POR QUE essa semelhança?

    • Porque as línguas evoluem e se misturam. Em cada língua tem palavras de origem estrangeira que entrou em várias épocas das várias fontes e por vários motivos. Hoje em dia por exemplo varias palavras de inglês entram em todas as línguas, também como em português e russo. Nós acabamos esquecendo palavras próprias usando aquelas que estão mais destacadas no mercado – marketing, management, black out, feed back etc. E por isso depois de 500 anos nossos biza netos vão fazer mesmas perguntas – por que tantas palavras parecidas em línguas diferentes?

  • Zeh Bozicanin

    Que tu achas Snizhana de postar um texto com paralelos entre a gíria russa e de outros idiomas? Esse seria bem engraçado! 😉

    • Ideia legal com certeza. Único problema que não sei gíria em outras língua 🙂 Vamos escrever juntos?

  • Igor Moura

    Não só o Inglês e Russo são de origem indo-europeia…. Mas também as línguas itálicas, Helênicas, Báltica, Célticas, Iraniana, inclusive o Português e entre outras são deste grupo …. Esse grupo é muito abrangente, eu descobri isto por curiosidade para saber a semelhança entre as línguas. Parece que indo-europeu referece a quase todas as línguas originarias da “raça Branca”….. Na teoria existiu uma língua comum entre as línguas Eslavas, Germânicas e Bálticas…. E uma língua única a todos os povos.

    • Igor Moura

      Eu estou começando a estudar russo, através de um pdf gratuito que encontrei na net (logico que pesquisei diversas informações para ter certeza se estava certo) . A entonação do “O” em russo nas palavras não tônicas ele pode ser lido como um misto do “o” para o “a”, ou tem uma variação de entonações ? Tenho usado muito o seu site como referencia. Ótimo trabalho de vocês.

      • Olá Igor. Letra O sem tônica sempre pronuncia se como A.

        • Clementino Dib

          Nem sempre, pessoas do interior, pronunciam a letra O, ex: Moloko, Korova…

  • Adam H. Schimmlevicth

    Desculpe decepcioná-los mas a palavra BISTRÔ usada no francês não foi introduzida por nenhum soldado Russo em 1814, primeiro que os soldados começam a chegar lá em 1807, alguns dizem na internet 1815, o que se lê na web nunca vai ser confiável mesmo. Mas, o problema não é esse, embora essa história seja bem bonitinha, mas, os registros encontrados e publicados, (não na internet e no nada confiável wikipeidia) por autores confiáveis Franceses, Ingleses e Espanhóis descobriram que a palavra BISTRÔ só começa a ser usada no final do século XIX, sem datas “assertivas” como “1814”, mesmo porque seria impossível saber, a história não tem um diário oficial. Enfim, a palavra BISTRÔ vem sim do Russo, pois, não tem nenhum combinação etimológica que sugira essa palavra com raízes no francês, a certeza que se tem, é que a palavra não é Francesa, e sim estrangeira, acontece que toda a nobreza russa do século XIX, falava a língua Francesa, e durante esse tempo, ambas as nações forma influenciadas uma pela outra, na Rússia muitos nomes de bebês ganhavam nomes franceses e na França muitos recém nascidos ganharam nomes russos, como Natascha, os Franceses eram fascinados pela escrita Russa, seguinte o exemplo da “Pedra de Roseta”, foram eles que começaram a traduzir Dostoiévsky e trazer a cultura Russa para o mundo, bem como a companhia do Balé Russe do famoso “Diaghilev” com o compositor russo “Igor Stravinsky” que passaram mais tempo de suas vidas na França do que na Rússia. Enfim, os Russos tinha orgulho de aprender a falar o Francês em solo Francês, portanto, é mais uma pista que essa história trata-se de mais uma estorinha de doutores do saber que explicam as coisas através de deduções errôneas ao longo da história, que é o mesmo que aconteceu com a palavra “FORRÓ” da dança nordestina, quando os ingleses procuram falar e escrever sempre em bom português, seguindo o exemplo de “Alexandre o Grande” que é senso comum entre todos os historiadores incluindo “Eric Hobsbaum”, algum estúpido historiador ou falso etimologista cospe o que pensa sem fazer pesquisas, assim, a palavra brasileira “FORRÓ’ não vem de ‘FOR ALL’ como se pensava que os ingleses colocaram um papel escrito num salão de danças que ficavam abaixo de um faról no nordeste, mas, como nos finais de semana, todos os ingleses longe de suas mulheres da Inglaterra, queriam ficar mais perto das moças, então, se encontravam no “FARÓL”, e não sabendo pronunciar direito por cause do forte fonema “R” da língua inglesa, a dança de corpa colado passou a ser chamada de [FÓR-ROL] com sotaque inglês, o próprio povo devia achar engraçado o jeito de falar e acabou imitando, do contrário não lembraríamos o nome da dança, pois, a tradição oral é a que mais se perpetuou em toda a história da humanidade. A propósito, tem muita criança e adulto com cara de inglês no nordeste até hoje. E quem diria, 34% do que os americanos falam é puro latim, logo eles que não gostam de nada que vem do latim, para eles a palavra “latino” soa como preconceito, Ex.: I adore you ; Je t’adore ; Io ti adoro ; yO Te adoro ; Eu te adoro. (Jogar ouro sobre o que você gosta)

    Logo, ‘bistrõ’ que vem do russo “быстро” ou “быстрое питание” (fast food), entrou na França no final do séc. XIX, para quem precisa comer rápido, pois, os Franceses tradicionais demoram duas horas durante o jantar, faz todo o sentido, e como a américa latina está sempre pegando o bonde andando em tudo mesmo, fica aqui o registro histórico atualizado das mais nobres pesquisas históricas e etimológicas usadas e lidas hoje no século XXI em toda a Europa.

    Fui professor doutorado em História, mestre em línguas e etimologia da USP durante 30 anos, e processei muito professor até mesmo da USP e Unicamp, por dizer besteiras assertivas, quando não tem como provar as fontes e bibliografias de pesquisa, assim, qualquer um pode dizer o que pensa, o grande problema da internet é justamente esse, ninguém coloca a fonte, e se enconde através de um pseudônimo, mesmo porque, não teriam competência de assinar suas publicações, teses, artigos etc, mas, isso também não importa, pois, as pessoas que buscam informações instantâneas na web, também não são informadas, sofrem de carência de bibliotecas e livros cruciais em suas próprias casas, eu pessoalmente tenho uma coleção de mais 12 mil livros, dentre eles 47 escritos por mim mesmo.

    De resto, gostei muito do conteúdo desta página, das observações e pesquisas.

    • A história dos soldados russos fala que foi assim e em fim você concordou que o bistrô é lugar de comida rápida que é mesma coisa.

  • Julio Alan

    Por que “banana” foi pro russo do inglês e não do português (ou do grego)?

    • Muitas palavras vieram para idioma russo do inglês como idioma internacional de negócios. Podemos considerar que a banana é uma fruta exótica que precisa ser importada. Hoje em dia fica difícil definir se uma palavra, por exemplo, chegou do grego, ou passo mais dois idiomas, antes de chegar para país determinado. A etimologia da palavra fala que a palavra “banana” veio do idioma de um povo na Africa – bakongo. Pode ser que para idioma russo chegou do idioma frança porque a pronúncia nesse caso é mais próxima.

  • jvictorfp

    Dizem que o idioma russo possui fonética similar ao idioma turco. Isso é verdade? Estou dizendo somente sobre a fonética, ou seja, o som das palavras e não suas regras gramaticais. Obrigado!

    • Não, não tem nada parecido. O idioma turco tem sons de garganta e para o russo é muito difícil pronunciar desse jeito.

  • Olá Marcelo. Os idiomas eslavas, ou seja, russo, estão totalmente diferentes de hebraico e grego, mas tem bastante palavras que migraram dessas idiomas para russo. Por exemplo, as palavras de matemática ou outras ciências migraram do grego e latim. Também tem bastante palavras com origem hebraica. Mas os judeus e gregos não conseguem entender russo.