Samovar russo

No Brasil eu já vi uma máquina para fazer café que me lembrou muito de samovar russo que é um dispositivo para ferver água e fazer chá. Ou seja, dentro dele está somente água. Numa chaleira prepara se um chá concentrado que coloca se na xícara em quantidade pequena e depois dilui se com água fervente do samovar. O chá geralmente é preto. A gosto pode ser acrescentado açúcar, mel ou geleia.
A palavra самовар, pronúncia: samavár, tem dois raízes: сам – sozinho, por conta própria, вар (de варить) – cozinhar.
Inicialmente, existiam samovares que foram aquecidos com o carvão. Mais tarde surgiram outros tipos: de querosene, elétricos etc.
Os aparelhos parecidos surgiram na China e mais tarde foram encontrados nos outros países asiáticos. Na Rússia, pela primeira vez o samovar começou a ser produzido na região de Ural. A cidade de Tula (Тула) considera se o berço de samovar. No entanto, as evidências históricas datadas em 1740 sugerem que a primazia pertence a cidade de Suksun (Суксун), enquanto a informação sobre samovar de Tula aparece somente em 1746. Ao mesmo tempo, há uma percepção do lançamento simultâneo do samovar nas ambas cidades porque as fábricas de Suksun e de Tula pertenciam família Demidov.
Hoje em dia o samovar foi substituído por chaleiras tanto de fogão quanto elétricas, por ser mais práticas. Mas tem museus de samovar e também coleções particulares onde pode apreciar diversidade e beleza dessa obra de arte.
Em 1990 em Tula foi aberto o museu “Samovar de Tula” (Музей Тульского самовара).
Hotel “Grumant” no distrito Shchekino (Щёкино) da região de Tula exibiu uma coleção particular de 500 samovares antigos.
Em 2007, na cidade Kasimov (Казимов) de região de Ryazan se abriu um museu privado de samovar russo. O museu tem cerca de 280 artigos.
Em 2015 eu tinha honra de apreciar beleza da coleção particular que foi apresentada aqui no Brasil, na Igreja Ortodoxa de São Nicolau em São Paulo.
Na nossa escola uma vez por mês tem aula de conversação em russo que acontece em forma de chá da tarde. Nós encontramos para tomar um chá de samovar mesmo acompanhado com os petiscos deliciosos e conversamos em russo por volta de 3 horas. Todos os níveis podem aproveitar essa aula interativa.

 

Se você gostou deste artigo e gostaria de aprender mais sobre a cultura russa e seu idioma, você pode fazer nosso curso de russo

Snizhana Maznova
Snizhana Maznova

Estou no Brasil a partir de 2006 e sinceramente posso dizer que adoro esse país com sua cultura tão rica e povo tão simpático. Meu pai é russo e minha mãe ucraniana com raízes da Polônia e Grécia. Até terminar época soviética vivi viajando entre Rússia e Ucrânia e considero os dois países como minha pátria. Além ministrar cursos de idiomas, trabalho como tradutora de russo e ucraniano. Atuo também como intérprete em reuniões entre brasileiros e pessoas da Rússia e Ucrânia, na área turística e viagens de negócio, e assistência para estrangeiros na abertura de empresa no Brasil e pesquisa no mercado etc.